Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social

O SAAS é um serviço que assegura o atendimento e o acompanhamento social de pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade e exclusão social, bem como de emergência social.

Pessoas e famílias residentes nas seguintes freguesias: Aborim, Aldreu, Balugães, Carapeços, Cossourado, Fragoso, Lijó, Palme, Panque, Roriz, Silva, União de Freguesias de Alheira e Igreja Nova, União de Freguesias de Alvito (São Pedro e São Martinho) e Couto, União de Freguesias de Campo e Tamel (São Pedro Fins), União de Freguesias de Durrães e Tregosa, União de Freguesias de Quintiães e Aguiar, União de Freguesias de Areias de Vilar e Encourados, Martim, Pousa, Rio Covo Santa Eugénia, Barcelinhos e Carvalhal.

Horário de Funcionamento

Segunda a sexta-feira
09:00 às 13:00 / 14:00 às 17:00.

Horário de Atendimento

Segunda a sexta-feira
09:00 às 13:00 / 14:00 às 16:00.

Atendimento por agendamento prévio com a equipa técnica na Junta de Freguesia de Fragoso.

Principais Objetivos

  • Informar, aconselhar e encaminhar para respostas, serviços ou prestações sociais adequadas a cada situação.

  • Apoiar em situações de vulnerabilidade social.

  • Prevenir situações de pobreza e de exclusão sociais.

  • Contribuir para a aquisição e ou fortalecimento das competências das pessoas e famílias, promovendo a sua autonomia e fortalecendo as redes de suporte familiar e social.

  • Assegurar o acompanhamento social do percurso de inserção social.

  • Mobilizar os recursos da comunidade adequados à progressiva autonomia pessoal, social e profissional.

Atividades Desenvolvidas

  • Atendimento, informação e orientação de cada pessoa e família, tendo em conta os seus direitos, deveres e responsabilidades, bem como dos serviços adequados à situação e respetivo encaminhamento, caso se justifique.

  • Acompanhamento social, de modo a assegurar apoio técnico, tendo em vista a prevenção e resolução de problemas sociais de cada pessoa e família.

  • Informação detalhada sobre a forma de acesso a recursos, equipamentos e serviços sociais que permitam às pessoas e famílias o exercício dos direitos de cidadania e de participação social.

  • Atribuição de prestações de carácter eventual com a finalidade de colmatar situações de emergência social e de comprovada carência económica.

  • Planeamento e organização da intervenção social.

  • Contratualização no âmbito da intervenção social.

  • Coordenação e avaliação da execução das ações contratualizadas.